Desabafo de uma Mãe Normal

Bom, antes de começar os posts de dia das mães, quero explicar porque o blog voltou a ficar com um fluxo menor de postagens. Parece que vivo me justificando aqui, e francamente nem sei se deveria, mas a verdade é que é bem difícil cuidar de um filho 24h por dia sem ajuda nenhuma, e ainda assim cuidar da casa, da vida pessoal, vida social e trabalhar! Parece um clichê, mas é simplesmente minha realidade…

Amo ter me dedicado tão intensamente à minha filha por esses quase 1 ano e 4 meses dela, mas desde que ela nasceu não durmo mais de 3 horas seguidas, amamento em livre demanda dia e noite, cuido de sua alimentação com todo o cuidado, organizo suas coisas, brinco e estimulo seu desenvolvimento com acolhimento e atenção. Mas acaba que tudo isso ocupa praticamente todas as horas de meu dia, sobrando um mínimo para conseguir comer, cozinhar e tomar um banho sozinha, e olhe lá!

Deixar ela no chão brincando enquanto uso o computador nunca funcionou aqui. Primeiro porque preciso de concentração para escrever e trabalhar, e com um bebê é impossível, né? kkkkk Segundo Porquê estar ao lado dela, mas ao mesmo tempo não me fazer disponível, ficando “distante” na tela de um celular ou computador não me parecia certo. Acho que tudo na vida tem seu momento, e estar presente de corpo e alma nesse começo de sua vida era primordial.

Juntando isso ao fato da minha filha dormir super pouquinho, mal sobra tempo para vir aqui… Gosto demais de escrever no blog, falar sobre mesas postas, postar receitas, procurar dicas e montar conteúdos criativos, mas esse lado meu acabou ficando em segundo (ou terceiro, quarto) plano em minha vida, e tudo bem, sabe? Faz parte, e recomendo demais viver essa imersão na maternidade!

Já me culpei demais por ver outras mães blogueiras super na ativa, pensava que tinha algo errado comigo por não conseguir conciliar a maternidade e a vida profissional, mas com o tempo percebi que cada um tem sua realidade, desejos e metas, e olhar um ou outro aspecto tão superficialmente da vida dessas mulheres era errado. Não sei da rede de apoio delas, não sei dos desdobramentos que elas fazem no dia a dia, portanto comparar é inútil! E se essa foi minha escolha, devo me sentir confortável com ela!!!

Se tiver alguma mãe leitora, adoraria saber como você equilibra a vida de vocês pós maternidade. Como maternar, trabalhar e se ver mulher nessa nova fase? Do que vocês abriram mão e o que virou prioridade? Dá mesmo para ser 100% perfeita em todas as áreas? Acho que não, né?

Ontem começamos um novo passo, com novas descobertas e aprendizados. Ela entrou na escolinha e aos poucos vamos nos adaptando… foi mais cedo do que havia planejado, mas foi o melhor que pude fazer! Agora, quem sabe, terei mais tempo para me dedicar ao trabalho e ao blog, enquanto ela aprende, brinca e cria novos laços em seu novo espaço!

Comente este Post




Comentários

  1. Adriana

    Roberta,
    Toda esta fase de cuidados e dedicação total passa muito rápido! Aproveite cada minuto! Lembro que minha vida mudou, não tinha tempo para nada, tomar banho e comer eram momentos de tensão… mas passam… passaram… e agora dá até saudade… Sei que parece difícil e exaustivo, mas vale cada minuto, cada descoberta… Parabéns pela decisão! Força para o período de adaptação da escolinha! Um abraço!

    Responder este comentário
    • Carolina Roberta Santos

      Obrigada mesmo Adriana, realmente o tempo voa… Já sinto falta daquele bebê RN que já me apavorou muito, imagino que logo logo sentirei falta dessa fase atual! É Cansativo querer dar conta de tudo, mas com certeza é com muito amor! Obrigada novamente pelo seu comentário!
      Bjs Carol

      Responder este comentário