Refeições em Família – Pici Integral de Espinafre

Desde que comecei a introdução alimentar da Maria Clara aos 6 meses, como a OMS – Organização Mundial de Saúde e a SBP – Sociedade Brasileira de Pediatria recomendam, planejo as refeições em família da maneira mais saudável e tranquila possível. Durante esses seis primeiros meses me informei bastante sobre as recomendações mais atualizadas (vide BLW e Introdução Alimentar Participativa), métodos de cocção e manejo dos alimentos, assim como valor nutricional de cada alimento. Eu não sou um exemplo de alimentação saudável, carrego vícios dificílimos de tratar, e talvez justamente por isso prezo tanto pelos hábitos alimentares ideais para minha filha.

Pratinho da Maria Clara, comidinha saudável e diferente. Comida da família!

Pratinho da Maria Clara, comidinha saudável e diferente. Comida da família!

Sem rigidez, tentei levar com naturalidade essa exploração inicial dos alimentos com a Maria Clara. nunca bati nem triturei os alimentos, mas amassava no garfo quando achava necessário. Nunca forcei a alimentação, aqui quem não quer não come. Quando ela pedia para explorar com as mãos, deixava, mas tinha vezes que abria a boca pedindo para ser alimentada, e assim eu o fazia. Sentir as necessidades dela e respeitar seus limites sempre foi muito importante para mim. Se vocês quiserem saber mais sobre a introdução alimentar da Maria Clara, me avisem. Posso fazer mais posts sobre isso :) De qualquer maneira deixo no fim do post boas páginas sobre o assunto, que me ajudam até hoje na discussão desse tópico.

Bom, tudo isso foi uma introdução para dizer onde nos encontramos hoje. Minha filha está com quase 13 meses e desde que completou 1 ano venho planejando as refeições em família, ou seja, ela come o que nós comemos. Para isso precisei fazer alguns ajustes na alimentação minha e do meu marido, mas tudo para o bem. Diminuir o sal (que pode ser introduzido na dieta dos bebês após o primeiro ano) e aumentei a diversidade de grupos alimentares. Ainda não é sempre que consigo, principalmente de fim de semana (onde a pizza ainda se faz presente hehehehe), e nesses casos ainda tenho muitas comidinhas caseiras congeladas para ela. Mas aos poucos quero que todos os três partilhem da mesma refeição, porque comer é um ato social!

Captura de Tela 2017-01-24 às 16.07.42

Ontem fiz uma receita deliciosa, como divulguei no instagram do blog. Pici de espinafre integral, com molho rústico de tomates e cenoura e st. petter grelhado. A receita da massa é do Jamie Oliver, mas adaptei para deixar a massa integral. O molho é leve e adocicado, inventei na hora. Vamos à receita?

Captura de Tela 2017-01-24 às 16.07.17

Pici Integral de Espinafre

  • 1 maço de espinafre (somente as folhas)
  • 1 xícara de farinha de trigo comum
  • 1 1/2  xícara de farinha de trigo integral

No processador (acho que só dá certo lá), jogue todos os ingredientes (reserve essa 1/2 xícara de farinha de trigo integral, para acertar o ponto). Deixe processar na velocidade máxima até virar uma massa uniforme. Ela não pode ser grudenta, tem que ser igual massinha de criança, por isso vá acrescentando o restante de farinha até acertar o ponto.Vá tirando bolinhas da massa e dando o formato de “cobrinha”, típico do pici. Se usar a farinha integral, deixe a massa mais fina, para não ficar pesado.

Para que fique nessa cor verde intenso, cozinhe a massa na hora. A minha descansou descoberta tempo demais, por isso escureceu. Mas cozinhar com criança é assim mesmo, temos que fazer tudo aos poucos. Em água fervente, jogue um pouco de sal e cozinhe a massa por 5 minutos mais ou menos. Escorra e acrescente direto ao molho, sirva em seguida.

                    * Essa receita foi suficiente para nós três, ou seja, dois adultos e uma criancinha hehehehe

CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS SOBRE O PICI E APRENDER A TIRAR A PELE DOS TOMATES

Molho rústico de tomates e cenoura

  • 1 talo de aipo bem picadinho
  • 1 cebola médica em cubos pequenos
  • 1 cebola roxa pequena em cubos pequenos
  • 2 dentes de alho picado
  • 4 cenouras médias
  • 2 latas de tomate pelado, ou 10 tomates italianos sem pele
  • 1 ramo de manjericão fresco
  • 2 folhas de louro fresco
  • 1 col. chá de sal
  • Azeite para refogar

Primeiro, corte as cenouras ao meio retirando a pontinha do talo, e coloque para cozinhar por 15, 20 minutos, ou até que fiquem macias. Enquanto isso pique todos os temperos – aproveite a água do cozimento para tirar a pele dos tomates. Retire os legumes e reserve essa água. Amasse grosseiramente as cenouras com um amassador de batatas, ou passe rapidamente pelo processador. Acho legal manter a textura delas, sem necessariamente virar um purê. Refogue o aipo por alguns minutos, acrescente as cebolas e refogue por mais alguns minutos em fogo médico, mexendo sempre. Por último acrescente o alho.

                    *Dica: Em frigideira de ferro o molho fica ainda mais saboroso!!

Junte a cenoura amassada e o louro à refoga, mexa por alguns minutos. Junte 1/2 xícara da água do cozimento e deixe apurar com a panela/frigideira tampada. Enquanto isso pique os tomates grosseiramente. Assim que a água evaporar, junte os tomates e mexa por mais alguns minutos. Acrescente mais 1 xícara da água do cozimento da cenoura e o ramo de manjericão (sem soltar as folhas), tampe a panela e deixe o molho apurar por mais 10 minutos ainda em fogo médio.

Se nesse meio tempo a água evaporar demais e o molho começar a grudar no fundo da panela, acrescente mais um pouco de água. E se ao final dos 10 minutos o molho estiver muito “aguado”, abra a tampa e deixe que apure por mais alguns minutos, até secar.

Tempere com o sal, sempre o mínimo possível. Retire as folhas de manjericão e louro antes de servir.

* Essa receita rende o suficiente para 6 a 8 pessoas.

Receita para toda a família, diferente, saudável e fácil de fazer! Servi a massa com o peixe grelhado, mas ela fica ótima com qualquer proteína! A Maria Clara limpou o prato, feliz da vida!

Se quiserem mais posts sobre IA para bebês, e receitas para a família, me avisem nos comentários :) Segue abaixo boas páginas sobre o assunto…

Pediatria Descomplicada

Colher de Pau

Maternamos

Bebê BLW

Mãe Nutricionista

Comente este Post